Conheça as cinco principais APIs de pagamentos

Conheça as cinco principais APIs de pagamentos

Investir na aceleração de transformação digital para expansão de negócios significa promover continuidade de inovação em todo contexto estratégico das organizações.

Principalmente nos canais de vendas, que geram novas fontes de receita a partir da transação de dados entre empresas. 

Muitos E-commerces e marketplaces, como por exemplo o Netshoes, são a prova viva disso: são responsáveis por implementar  onboardings mais seguros e compatíveis com as necessidades reais de seus clientes, potencializando suas vendas a partir do uso de suas APIs. 

Mas nem sempre foi assim, por muito tempo, se você queria fazer ou receber um pagamento na web, o Paypal era a única opção disponível. Agora, existem várias aplicações diferentes que você pode usar para receber e emitir online. 

Esse elemento competitivo trouxe à tona um cenário de competição mais acirrado dos fornecedores, que competem para oferecer cada vez mais funcionalidades e comodidades para seus clientes. 

Se você não sabe o que é uma API de pagamento, este artigo vai te explicar. A seguir, forneceremos uma visão geral de algumas APIs que existem para integrar opções de pagamento como contas bancárias, cartões de crédito e criptomoedas em seus aplicativos. 

E por fim, faremos uma breve revisão da funcionalidade dessas APIs e suas utilidades. 

O que é uma API de pagamento?

As APIs de pagamento têm a finalidade de ser um conector entre o mundo físico e virtual. Por exemplo: quando um cliente deseja comprar algo em uma loja on-line, mas o produto está fora de estoque. 

Os itens desse e-commerce podem ser adquiridos com um clique, basta integrá-los às APIs de pagamento, que eliminam qualquer barreira, tanto em compras físicas quanto virtuais. 

Hoje, os clientes têm maior facilidade em adquirir seus produtos, seja via e-commerce ou nas lojas físicas. Muitos preferem comprar on-line e receberem diretamente em seus domicílios. 

Sendo assim, basta usar plataformas de e-commerce, enviando as solicitações de pagamento para o terminal. 

APIs de processadores de pagamento

Os processadores de pagamento abrangem três pilares: pagamentos digitais, processamento com cartão e pagamentos diretos (sem cartão).

Na prática, isso significa que essas APIs são projetadas de acordo com modelos de negócios específicos e peculiares. Um aspecto muito importante antes de desenvolvê-las, é pensar nas APIs de acordo com seu público-alvo, compreendendo onde estes estão inseridos e se aceitarão ou não pagamentos recorrentes. 

Portanto, é de suma importância compreender seus hábitos de consumo, histórico de compras e por aí vai. 

Tudo isso terá um impacto significativo nas APIs de pagamentos. Apresenta-se algumas das principais APIs de pagamento: 

  1. Paypal 

Impossível não mencionar o Paypal quando se fala de APIs de pagamentos. Seus serviços de REST são fáceis de integrar, sendo totalmente documentados, ainda mais se compararmos com outras APIs de pagamentos. 

Outro aspecto que diferencia o Paypal de seus concorrentes é a capacidade de configuração de novos ambientes de desenvolvimento. Isso permite acessar recursos protegidos da API REST, criando contas de sandbox, testando aplicativos da web e móveis com maior velocidade. 

  1. Bitpay 

O BitPay é um provedor de serviços de pagamento de Bitcon e de criptmoedas que possui APIs, voltadas a recursos usuais como emissão de faturas reembolsos, rastreabilidade de informações de taxas em tempo real, visualização de entradas e fluxos financeiros, além de gerenciamento de contas. 

O Bitpay fornece uma interface REST baseada em padrões que permite que os desenvolvedores de aplicativos interajam de forma segura, sem interrupções. 

Usando a API BitPay, os clientes podem criar e gerenciar faturas, emitir reembolso, recuperando informações de taxas em tempo real. Os serviços como o Bitpay já estão quebrando paradgimas no mercado. Acredita-se, que num futuro bem próximo, será possível aceitar pagamentos em Bitcoin, ainda mais agora, que as criptomoedas estão tornando-se populares. 

  1. Square

O Square oferece APIs para gerenciamento de itens, estoques, relatórios de vendas, possuindo recursos de relatórios que fornecem informações em tempo real. 

Essas APIs fornecem pagamentos com segurança, integrando seu aplicativo ao ecossistema de produtos originais da Square, priorizando fluxos de trabalho através da sincronização de itens e estoques com Square Point of Sale e gerenciamento de localizações de negócios. 

Outra funcionalidade atribuída a square é a opção de adicionar hardware para aceitar pagamentos em lojas físicas, bem como online ou via celular em um só lugar. 

  1. GoCardless 

O GoCardless facilita a cobrança de pagamento, evitando intermediários de cartão de crédito e débito, conectando-se diretamente às contas bancárias. Essas APIs concedem que seus usuários configurem mandatos com as contas bancárias dos clientes, coletando pagamentos e mantem-se atualizados com webhooks. 

  1. Dwolla 

A Dwolla oferece soluções de pagamentos através de APIs com capacidade de conectar seu software à infraestrutura bancária, para movimentar dinheiro, armazenar fundos, validando identidades de clientes. Assim, permite que as empresas possam personalizar a experiência do usuário de ponta a ponta. 

Outra virtude é capacidade de flexibilidade, principalmente no processo de possibilitar que a empresa integrada projete e construa toda experiência de pagamentos por meio da API. 

Conclusão

A adoção de abordagens de APIs de pagamento mudaram os rumos do mercado financeiro, conectando diferentes aspectos nos negócios, utilizando o poder da Plataforma Anypoint da Mulesoft.

A mudança mais significativa dessas APIs estão em suas camadas de infraestrutura e no aspecto da funcionalidade. O Paypal por exemplo, era baseado principalmente em SOAP com alguns JSON e XML no mix.  

Agora, a grande maioria das APIs de pagamento são de RESTful, cada vez mais flexíveis e versáteis, com maior familiaridade em arquitetura REST, HTTP e JSON. 

O poder dos pagamentos digitais alimentados por APIs cresce continuamente, tudo porque os dados continuam sendo fontes inesgotáveis de recursos, principalmente na tomada de decisão financeira para fornecer produtos, serviços e experiências cada vez mais personalizadas. 


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo