Dicas de como escrever bem

Dicas de como escrever bem

Imagem: storyset / freepik

Tendo em vista a enorme complexidade que envolve o conceito de escrita, não me parece fácil decidir o caminho a seguir na construção de um texto. Quem escreve preocupa-se com o desenvolvimento do tema, o gênero textual, o público leitor a quem o texto é direcionado e a finalidade e alcance do texto produzido.

A depender da intenção e do modo como o autor se expressa, a finalidade pode ser atingida ou não. O uso da linguagem pode ser um instrumento que, se bem direcionado, tornará inteligível a mensagem de tal modo que, em um mesmo texto, podem ser encontradas informações onde se entrelaçam as várias áreas do saber humano e, neste caso, o debate não ficaria restrito apenas às ciências exatas, biológicas e humanas, como supõem os adeptos da clássica divisão do conhecimento.

São muitas as possibilidades de construção de uma escrita menos superficial e mais consistente. Quando olhamos para nossa atividade de escrita, devemos ser capazes de pensar: onde aparecem nossos pontos frágeis? A partir disso, os próximos exercícios serão:

1-Colocar-se no lugar do leitor: escrevemos um texto para o leitor e não para nós mesmos. Desta forma, manteremos contato diretamente com esse leitor, capaz de avaliar nossa capacidade de dissertar a respeito de determinados temas e observar o modo como usamos a linguagem para chegar até ele. Eu entendo o que escrevo? E o leitor, entenderá também? Não falo aqui de discordância em relação ao que escrevemos, mas sim de pensar a efetividade do ato comunicativo.  

2-Perceber seu texto como um produto: O texto escrito pelos autores e publicado em meio impresso ou digital pode converter-se facilmente em produto. Neste caso, é preciso pensar de modo mais cuidadoso ainda no público para o qual escrevemos. Escrita requer pesquisa e reflexão, ainda que seja consumida por um público não habituado à leitura de conteúdo estritamente acadêmico.  

3- Escrever bem não é demonstrar erudição: Se queremos nos aproximar do leitor e que nosso texto não seja ignorado logo na leitura do parágrafo inicial, evitemos escrever de maneira muito rebuscada. Sofisticação na escrita significa encontrar a medida certa. Podemos ser elegantes sem usar, diariamente, roupas de seda pura.   

4- Escrever o óbvio de maneira original: Você gostou muito de um filme ou série e deseja publicar uma resenha a respeito dele. No entanto, vários escritores já fizeram o mesmo e nos contaram exatamente o mesmo filme. E agora?

Você pode chegar a um mesmo lugar que todos andando por ruas diferentes. Ora, se o trajeto foi parecido, cada um que passou pelas mesmas ruas que você teve uma experiência única. Terá êxito o escritor que percebe a importância de escrever o óbvio de modo diferente do que todo mundo já fez. 

5- Escrever a respeito de assuntos pouco explorados: olhar o quase imperceptível ou para onde a maioria ignora parece ser um diferencial nos dias de hoje e pode elevar sua escrita a um outro nível. Destacar-se em meio a tantos talentos não é algo simples. É preciso encontrar estratégias diferenciadas para definir pautas e temas de escrita. Caminhos pouco explorados podem esconder tesouros.

Ao pensar em todas essas dicas, podemos aperfeiçoar o nosso modo de comunicação com os leitores, ávidos por novas formas de conhecer o mundo. Vamos compartilhar ideias interessantes e manter o compromisso com quem busca meios diferenciados de obter informações. Esse é um dos objetivos da Prensa. Tornem-se creators e escrevam textos que tirem o leitor de sua zona de conforto. 

Leia também o artigo de Silas Bailão, Como começar a escrever, e juntem-se a nós!


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo