O encerramento da carreira de Johnny Hooker

O encerramento da carreira de Johnny Hooker

Johnny Hooker / Foto: Erica Colaco

Li uma matéria que dizia que o cantor Johnny Hooker estava decepcionado com seu último lançamento e que pensava seriamente em desistir da música e encerrar a carreira, pois cansou de como tudo funciona.

Johnny Hooker é um artista de médio porte da cena independente e que acumula números bastante atraentes na carreira. Apenas no Spotify, no momento em que escrevo este artigo, ele conta com mais de 400 mil ouvintes mensais. 

Os números de Johnny Hooker são muito maiores do que os meus e do que os da maioria dos artistas independentes do Brasil. Mas, apesar disso, a realidade de um artista pequeno e um artista médio é muito parecida. 

A sensação que temos é a de que estamos o tempo todo trabalhando de graça na internet, criando conteúdo para diversas plataformas, nos tornando reféns de algoritmos.

Cria-se conteúdo na tentativa de agradar o algoritmo para quem sabe o conteúdo ser entregue e, contando com um pouquinho de sorte, se tornar viral. 

Mas o que muitos já vêm percebendo é que viralizar não significa muita coisa para sua carreira ou arte.

A realidade do artista hoje talvez seja mais difícil do que a de décadas atrás. O grande obstáculo de um artista dos anos 80 era pular o muro da gravadora. Conseguindo isso, ele não estaria mais sozinho. 

Pense no seu ídolo do passado: ele estava nas rádios, nos programas de TV, nas revistas, pois havia uma gravadora injetando dinheiro naquela carreira, pagando para que ele aparecesse nesses veículos de comunicação. E ele colhe os frutos desse investimento até hoje. 

Todas as músicas dos nossos grandes ídolos só são ouvidas nos dias atuais pois receberam um investimento grande nas décadas passadas.

E sem um investimento financeiro, essas músicas não teriam tido a chance de nascerem e se consolidarem no imaginário popular.

Nos tempos modernos, é o próprio artista que deve investir na própria carreira. Se antes exigia-se apenas que o artista soubesse fazer uma bonita canção, um disco incrível, e era ofertado a ele todas as ferramentas para conseguir realizar sua obra, hoje o artista se vê obrigado a ter uma “mente empreendedora”. 

Espera-se que, além da arte, o artista seja empresário, publicitário, social media. E com isso, a arte, acaba permanecendo em segundo plano.  

Já falei que o orgânico não funciona mais no meio digital como ocorria nos primórdios da internet. Então, o que o artista precisa fazer? 

Para aumentar ouvintes no Spotify, por exemplo, ele precisa investir em publicidade no Instagram (é a plataforma que melhor funciona hoje para divulgar uma música). 

O artista cria uma campanha para o Instagram que vai levar seu potencial público para o Spotify. Quando sua música é ouvida no Spotify, o artista recebe um valor pelo streaming. Só que esse valor nunca cobre os gastos da campanha. A conta nunca fecha.

Ou seja, o Facebook/Instagram ganham, o Spotify/Deezer ganham, e o artista fica no vermelho. 

Nunca fizemos tão boas canções como agora. Diariamente é lançado no Spotify 60.000 músicas. Em um cenários bem pessimista, digamos que 0,1% dessas músicas tenha potencial para ser a música da vida de alguém ou o hit de uma geração, estamos falando de umas 60 músicas por dia que ficam esquecidas no porão da internet. 

Eu entendo o cansaço do Johnny Hooker, pois é o cansaço da maioria dos artistas que conheço. E alguns estão adoecendo no meio dessa loucura toda que a gente vive. 

Mas o que eu ando descobrindo, sobre mim mesmo, é que eu vou continuar fazendo minha arte, mas respeitando o meu ritmo, o meu fuso horário. E gostaria muito que o Johnny Hooker e todos os outros artistas contemporâneos a mim, continuassem fazendo também. No ritmo e no fuso horário de cada um. Afinal, a direção é mais importante que a velocidade.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo