Três mitos que impedem o empreendedorismo

Três mitos que impedem o empreendedorismo

Muitas pessoas alimentam a falsa crença de que o empreendedorismo é para poucos. Porém,  cada vez mais, a necessidade de empreender tem se colocado diante de nós, pois o mundo tradicional, com empregos estáveis e profissionais passando a vida inteira em uma mesma empresa, está se transformando em uma velocidade vertiginosa. 

Na era da liquidez, relacionamentos e vida profissional são vividos de uma forma cada vez mais fluida. Perdeu-se estabilidade. Ganhou-se mais liberdade. E com esta, mais responsabilidade, mais comprometimento com as nossas verdades. 

Se em décadas anteriores, vestíamos a camisa de uma empresa que garantia a nossa sobrevivência, atualmente, precisamos descobrir quais são as nossas metas, aquilo que nos move, a nossa missão no mundo.  

Empreender é realizar. Mas não é um realizar qualquer. É um realizar com propósito, com protagonismo. Quem decidiu abraçar o protagonismo, abraça o empreendedorismo. Quem optou por ser protagonista da própria vida, aceitou que o mundo pede respostas novas, soluções criativas, aprendizado constante e recomeços.  O mundo atual pede que acreditemos em nós mesmos. O mundo  atual pede que aceitemos as mudanças.

Três mitos atrapalham o desenvolvimento do empreendedorismo. 

Crenças autolimitadoras: muitas pessoas, por questões diversas, que incluem uma educação repressora e/ou a vivência de experiências traumáticas, não trabalhadas em análise, não conseguiram desenvolver uma boa autoimagem e se enxergam incapazes de criar e realizar. São inseguras, tendem a procrastinar e necessitam sempre da iniciativa de outras pessoas. 

Saudosismo: muitas pessoas se apegam demasiadamente ao passado, acreditando que as relações afetivas e profissionais eram melhores, ignorando as dificuldades que as outras gerações enfrentaram. Conseguem ver apenas o lado bom do passado. Normalmente, enxergam com maus olhos a alta tecnologia e confiam exageradamente no institucional, dando valor apenas aos empregos formais.

Convicção de que o empreendedorismo envolve sempre grandes cifras: muitas pessoas ainda acreditam que para ser empreendedor é preciso ter um grande capital. Porém, vale ressaltar que existem vários portes de empreendedor. Não importa o tamanho da sua empresa, o número de colaboradores. Muitos empreendedores conseguem viver com micro empresas baseadas no trabalho de duas ou três pessoas. Às vezes, a empresa é formada simplesmente pelo proprietário com o seu computador e seu ‘smartphone’.  Além do capital financeiro, temos que apostar no capital de ideias. O mundo atual pede por ideias. 


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo