O jipe e o triciclo de Eike Batista

O jipe e o triciclo de Eike Batista

Nos anos 90 o empresário Eike Batista criou a JPX do Brasil Ltda, uma fábrica de jipes que foi instalada na cidade de Pouso Alegre, no Sul de Minas, às margens da rodovia Fernão Dias.

Como não poderia deixar de ser, a empresa levava a letra X usada pelo empresário para dar nome a seus negócios.

Entretanto, o sonho de uma montadora brasileira, que também não emplacou com a Gurgel e seus pequenos carros, infelizmente acabou durando muito pouco.

Para baratear os custos, a JPX utilizava na montagem de seu jipe várias peças vindas de outros modelos brasileiros e franceses.

O conforto e o acabamento dos JPX não eram ruins e até o Exército Brasileiro chegou a comprar cerca de 500 unidades, assim como as próprias mineradoras de Eike.

O design do veículo e o preço acessível eram pontos os fortes do veículo.

Porém, problemas sérios no sistema de arrefecimento e o torque baixo do motor fizeram com que o jipe do Eike logo fosse desacreditado no mercado, sendo apelidado de JPXoxo.

Como o sistema de refrigeração não suportava a sobrecarga, vários modelos tiveram a junta do cabeçote queimada e começou uma onda de reclamações nas concessionárias.

Ações judiciais e a insatisfação de revendedores e proprietários fizeram com que o investimento fosse reduzido até o encerramento total das atividades da fábrica, em 2001.

Ao todo, estima-se que 2.800 unidades tenham sido produzidas.

Quem tem um JPX e conseguiu driblar as deficiências do projeto original não esconde a admiração pelo que o modelo tem de bom.

Paralelamente, a JPX projetou e desenvolveu um veículo de três rodas, um triciclo com uma pequena cabine, semelhante aos "tuk-tuk" comuns na Ásia.

Mas dificuldades técnicas e de homologação (a famosa e terrível burocracia brasileira, que já matou e continua matando muitos sonhos), impediram o avanço do projeto do triciclo na época.

A bem da verdade, tanto o jipe quanto o triciclo foram ideias muito louváveis. Uma grande pena que ambos não foram adiante.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo