Guarda-roupa conectado: Sensores mais eficientes ajudam a criar roupas inteligentes

Guarda-roupa conectado: Sensores mais eficientes ajudam a criar roupas inteligentes
Doutorando da UBCO, no Canadá, usa uma impressora 3D para criar sensores/ Crédito: UBCO

Pesquisadores do Canadá criam novos dispositivos para monitorar movimentos humanos

Roupas inteligentes! Já pensou em usar peças que vão além do uso comum? Assim como em relógios, a tecnologia smart clothes avançou ainda mais, com sensores eficientes integrados às fibras têxteis. Dispositivos capazes de alertar problemas de saúde, como ataques cardiovasculares, monitorar os movimentos do corpo e até auxiliar no sono. Conheça o futuro das roupas fabricadas com funções tecnológicas que ajudam no bem-estar e qualidade de vida.

Roupas inteligentes. Confira!

Tecnologia smart clothes já é conhecida por oferecer, principalmente, peças como camisetas, com microchips, que monitoram frequência cardíaca e outras funções como:

1.       Protegem contra raios UVA e UVB;

2.       Conduzem eletricidade;

3.       Auxiliam no combater bactérias;

4.       Ajudam a manter o equilíbrio térmico.

E até roupas que mudam de cor. É a tecnologia  ChroMorphous , criada por pesquisadores da Universidade Central da Flórida, EUA.

O tecido muda de cor por meio da energia fornecida por uma bateria interna. Dentro da trama, há um fio de cobre coberto por material que possui pigmentos que mudam de cor com a mudança da temperatura. Quando ativado, o fio muda a tonalidade da peça.

Mas o desafio, agora, é tornar as roupas inteligentes mais confortáveis, flexíveis e acessíveis ao mercado consumidor. Meta que pode ser alcançada com mais um avanço nas pesquisas do setor pelo mundo. Confira a nova descoberta científica para o mercado de smart clothes.

Smart Clothes, nova descoberta avança na tecnologia 

Pesquisadores do Laboratório de Nanomateriais e Nanocompósitores de Polímeros da  UBCO (The University of British Columbia – Okanagan), no Canadá, criaram pequenos sensores, mais precisos e eficientes para serem integrados à roupas e diversos equipamentos. Mas a grande novidade é que o experimento foi desenvolvido com a ajuda de uma impressora 3D.

A pesquisa de impressão por extrusão de alta resolução, como foi definido por Ahmadreza Ghaffarkhah, estudante de doutorado da UBCO, utilizou uma tinta que conduz eletricidade. Assim, os dispositivos avançaram ainda mais no desenvolvimento de roupas inteligentes com dispositivos que fazem parte do vestuário.

A tecnologia descoberta tem a função de funcionar como EMI (Escudos de Interferência Eletromagnética), além de um sensor de movimento corporal.

“A impressão por extrusão desses materiais condutores permitirá padrões em macro escala, o que significa que podemos produzir diferentes formas ou geometrias, e o produto terá excelente flexibilidade de arquitetura.”, disse o professor assistente e responsável pela pesquisa, Mohammad Arjmand.

A nova tecnologia em sensores, com impressora 3D, ainda pode ser usada pela indústria de saúde, aeroespacial e automotiva, com diversas funcionalidades. Tais como monitorar:

1.       Respiração;

2.       Movimentos faciais;

3.       Fala;

4.       Contração e relaxamento de músculo.

A novidade é que, “em comparação com as tecnologias convencionais de fabricação, a impressão por extrusão oferece personalização, redução no desperdício de materiais e produção rápida, ao mesmo tempo em que abre inúmeras oportunidades para eletrônicos inteligentes e vestíveis”, explica o Dr. Arjmand.

Polo tecnológica da Ralph Lauren possui tecnologia que monitora sinais vitais/ Reprodução: Youtube Ralph Lauren 

Roupas inteligentes no mercado

Smart Clothes já estão disponíveis no mercado. Em 2014, a marca norte-americana Ralph Lauren incorporou o tecnologia à marca com lançamento da Polo Tech Shirt - Ralph Lauren.

A polo tecnológica possui microchips que agem de forma semelhante a uma braçadeira fitness. Apesar da tecnologia, a roupa é confortável e oferece benefícios como, frequência cardíaca, respiração, movimento, entre outros. Por meio de um aplicativo, as informações são enviadas para leitura instantânea.

Outras marcas como Heddoko lançou uma camisa inteligente indicada para atletas e treinadores profissionais. A smart chothes monitora o desempenho do atleta, com sensores pela pela.

Já a empresa OMsignal comercializa uma camiseta voltada para atividade física. A peça é capaz de acompanhar os sinais vitais durante os exercícios, como batimentos cardíacos e respiração, além de monitorar o controle de umidade e de odor.

E, agora, com as novas descobertas, a expectativa é que as peças se tornem realidade para os consumidores, tornando mais acessíveis as roupas inteligentes.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo