Turnover e Projeto de Longo Prazo - Atlético Mineiro tem projeto milionário afetado pela rotatividade técnicos

Turnover e Projeto de Longo Prazo - Atlético Mineiro tem projeto milionário afetado pela rotatividade técnicos
Profissional rasgando o contrato - creditos da imagem: kenoby - Adaptado com escudo do Galo.

DELIMITAÇÃO DO TEMA E METODOLOGIA

Este artigo delimitou-se em demonstrar a importância de recrutar o perfil de profissional correto para a execução de projetos a longo prazo.  O Desenvolvimento deste artigo ocorreu por meio de método qualitativo, com base em pesquisa de caráter exploratório e materiais secundários. 

 

DESENVOLVIMENTO


O Clube Atlético Mineiro, também conhecido como Galo, tradicional time de Minas Gerais, atual bicampeão do Campeonato Mineiro (2021-2022), campeão do Brasileirão série A, Copa do Brasil em (2021) e Supercopa (2022), não vive um bom momento!

Existem torcedores e profissionais do futebol que não acreditam no atual desempenho do elenco do clube. Os jogadores têm demonstrado um desempenho extremamente abaixo do rendimento que levou o clube à conquista da tríplice coroa em 2021.

Ver o time jogar, neste momento, remete a tempos contrários, de cenários vitoriosos.

O atual futebol apresentado em campo literalmente não coincide com o estilo Galo Doido, tão querido pela torcida e tão temido pelos adversários no ano passado. 

O que está acontecendo?

São várias as hipóteses que poderiam justificar a queda de rendimento do elenco, dentre elas:

  • O campeonato brasileiro está entre um dos torneios de futebol mais difíceis de se disputar no mundo. Para tanto, contempla o dilema da tarefa árdua de um clube brasileiro conseguir, em sequência, ser campeão da competição duas ou mais vezes. 

Existe um conjunto de times que, após serem supercampeões em um único ano, apresentaram dificuldades em manter o mesmo nível de futebol no ano seguinte, e que, respectivamente, obtiveram um ano com desempenho em campo abaixo da expectativa. 

  • A continuidade do técnico de futebol frente ao elenco implica negativamente no desempenho do time;

A troca repentina de técnico reflete na introdução de um novo projeto, em uma nova proposta de jogo, em adaptar ao estilo e padrão de esquema tático inédito.

Muitos comentaristas de futebol acreditam que esta adaptação poderá levar algum tempo, que seria uma justificativa para a queda de entrosamento e de produção em campo. 

Dentre outros motivos, como:

•    O atraso de salário; 
•    Conflitos entre os jogadores;
•    Má gestão da governança corporativa;
•    Má gestão técnica etc.

No cenário do Atlético-MG, a queda de desempenho é justificada por comentaristas sob a ideologia da troca de técnicos.

O problema com a troca de técnicos no âmbito do clube mineiro não é uma novidade. Embora seja possível afirmar que a troca contínua de técnico (com exceção do ano de 2021) tem afetado não somente o desempenho do time, mas, também, de projetos que visam o alcance de títulos importantes a longo prazo.  

Investimento de alto custo e planejamento de 2021 atribuído ao perfil do técnico Sampaoli

Jorge Sampaoli, técnico argentino, obtêm fama por ser um treinador campeão. É conhecido por ser marrento e autoritário, e por participar ativamente de projetos para posteriormente abandoná-los.

Sampaoli é sucessor do técnico Venezuelano, Dudamel, que, em apenas alguns jogos, conseguiu tirar o time do Atlético-MG de duas competições importantes: a Copa sul Americana, e a Copa do Brasil. 

Técnico Dudamel - créditos da imagem: Atlético-MG 

Após o péssimo desempenho em tão pouco tempo, Dudamel não resistiu à pressão do cargo e foi demitido. Com a missão de resgatar o futebol e o ano do clube, Sampaoli chegou com status de super-técnico, que possuía moral. 

Para tanto, quando chegou ao Atlético-MG, no ano de 2021, em sua estreia,  ganhou um dos jogos mais importantes do ano. Uma grande vitória sobre um rival de grande relevância para o clube. 

O Atlético-MG, por sua vez, vivia um momento de alavancagem nos negócios.

Um grupo de mecenas, denominado 4'Rs, decidiu investir no clube e, imediatamente, começam a execução de um projeto que visaria um investimento de alto custo para que o clube, após 50 anos, pudesse voltar a ser campeão brasileiro. O Galo não conquistava um brasileiro desde 71.

Sampaoli obteve carta branca no clube e pôde se envolver cada vez mais no projeto, onde determinou quem deveria permanecer e quem deveria sair do elenco.

Para atender suas exigências com contratações, estima-se que, em 2020, o clube investiu R$253 milhões somente em contratações para o elenco.

Técnico Sampaoli - créditos da imagem: Atlético-MG 

No ano de 2020, o Atlético-MG, sob o comando de Sampaoli, disputou apenas o campeonato mineiro e o brasileiro. Ao final da temporada, o técnico acumulou um título mineiro e, um decepcionante terceiro lugar no campeonato brasileiro, ficando a três pontos do campeão Flamengo.

Com aproveitamento superior a 60%, Sampaoli somou 45 jogos comandando o Atlético-MG, sendo:

  • 26 vitórias;
  • 9 empates;
  • 10 derrotas; 
  • 79 gols marcados;
  • 49 gols sofridos.

Apesar da frustração com os resultados,  a diretoria do clube, pensando a longo prazo, manteve o interesse em dar sequência com o técnico para a temporada no ano de 2021.

Entretanto, Sampaoli pegou todos de surpresa, e comunicou a sua demissão e a desistência de assumir um projeto com um investimento de aproximadamente R$253 milhões.

O motivo do abandono?  Uma proposta para comandar o clube francês,  Olympique Marseille, que ofertou condições de trabalho superiores às condições propostas pelo Atlético-MG. 

Prejuízos?  Parcialmente! Para o ano sequente,  o clube pôde contar com outro técnico vitorioso e extremamente conhecido pela torcida atleticana. 

 

2.2. A PASSAGEM DO TÉCNICO CUCA NO ATLÉTICO-MG DURANTE O ANO DE 2021.


Inicialmente, o clube entende que investimentos em grandes jogadores exigirão,  proporcionalmente, um investimento em um grande técnico.

Receoso em ver um projeto de R$253 mi sem um comandante à altura, o Atlético-MG anunciou, em meio ao campeonato mineiro, a contratação de Cuca e sua comissão técnica para substituir Sampaoli como técnico do clube. 

O técnico Cuca é conhecido nacionalmente por ter construído um curriculum plausível, instituído com as conquistas de títulos relevantes.

Técnico Cuca comandando o treino na cidade do Galo - crédito pela imagem: Atlético-MG

Dentre os títulos em seu curriculum está a primeira libertadores conquistada pelo Galo, em pleno ano de centenário do Clube.

O Cuca também é conhecido pela relação fidedigna com a imagem de Nossa Senhora, pelo carisma e por envolver-se em projetos e não dar uma sequência a longo prazo.

Ao chegar no Galo, Cuca também impôs exigências quanto a manter peças do atual elenco, a contratação de mais jogadores e o poder de decisão referente ao jogador que integraria e quem não iria mais compor o elenco.

Para tanto, estima-se que o clube investiu, em 2021, cerca de R$102 milhões, apenas com a contratação de novos jogadores.

Dentre os jogadores contratados, o clube investiu em Hulk, ex jogador da seleção brasileira, uma das estrelas que compôs o desastre do 7x1 da Alemanha contra o Brasil durante a disputa da semifinal da copa do mundo, que ocorreu em pleno Mineirão. 

Hulk homenageando o ex jogador Reinaldo - Crédito pela imagem: Atlético-MG

Além do atacante Hulk, o meio campista, Nacho Fernandes passou a compor o elenco atleticano de Cuca, que, somando o investimento realizado no biênio de 2020 e 2021, totalizou um montante de R$355 milhões.

Nacho Fernandes - crédito pela imagem: Atlético-MG

Entretanto, ao contrário de Sampaoli, em 2021, o técnico Cuca proporcionou uma expectativa superior àquela do ano de 2020.

Após 50 anos de jejum, o Galo voltou a cantar alto no Brasil e proclamou-se campeão brasileiro da série A do Brasileirão.

No mesmo ano, o clube conquistou a Copa do Brasil e chegou à semifinal da Libertadores, sendo eliminado pelo time do Palmeiras invicto na competição.  

Técnico Cuca e todos os seus títulos conquistados durante suas passagens pelo clube Atlético Mineiro - créditos pela imagem: Atlético-MG 

Com o Cuca, o aproveitamento do clube durante o Brasileiro de 2021 superou os 73%.

  • Foram 71 jogos ;
  • 48 vitórias;
  • 13 empates e apenas;
  • 9 derrotas;
  • o time emplacou incríveis  127 gols;
  • sofreu aproximadamente 51.

Entretanto, o ano vitorioso não foi o suficiente para manter o técnico no cargo. Por motivo pessoal, Cuca solicitou seu desligamento do clube ao final da temporada.  

Se o Cuca salvou o projeto do Galo após a desistência de Sampaoli durante o ano de 2021, em 2022 não foi capaz de se salvar o projeto do Galo abandonado por ele.

Na tentativa de substituir o técnico Cuca, o clube contratou, no início da temporada de 2022, outro técnico argentino, denominado de Antônio Mohamed.

Ex técnico do Galo, Mohamed - créditos da imagem: Atlético-MG 

Conhecido por ter conquistas importantes no futebol mexicano e por ser um profissional de perfil carismático, Mohamed foi campeão da Supercopa em um jogo emocionante com o Flamengo e, posteriormente, foi campeão do campeonato mineiro.

Entretanto, o entrosamento da equipe veio apresentando queda e o clube passou por momentos que não passava há anos, como tomar cinco gols em uma única partida. 


3. DESCONTINUIDADE PROFISSIONAL E IMPACTOS SOBRE O PROJETO – COMO RESOLVER ESSA SITUAÇÃO SOB A ÓTICA DO CENÁRIO APRESENTADO. 


É possível identificar um perfil exato de profissional, capaz de assumir um projeto de alto risco a longo prazo, ao ponto de este não desistir do cargo por pressão ou quaisquer subjetividades?

De fato, perder uma peça chave importante em meio a um projeto pode tornar-se um pesadelo para aquele que está investindo em grande proporção.

A missão de substituir um profissional importante pode não ser uma tarefa iniludível.

Suponha que, antes de iniciar um projeto, ou, dar sequência a ele, propõe-se identificar um profissional que seja capaz de assumir a responsabilidade. 

Após mapear a competência e atribuições do cargo, divulgar, entrevistar e selecionar, a administração de recursos humanos identifica o perfil ideal e decide recrutar.

Após o longo processo de admissão,  a empresa irá treinar e incluir este profissional. Posteriormente,  o profissional será designado à sua responsabilidade, e irá assumir a execução do projeto a longo prazo conforme planejado. 

Após todo o esforço advindo da administração de recursos humanos, espera-se que o profissional seja capaz de assumir a responsabilidade e executar o projeto até o ciclo de vida final do projeto.

Entretanto, uma surpresa intolerável tende à prejudicar o projeto devido à negação do profissional em dar continuidade a tal projeto.  

O profissional, repentinamente, decide abandonar a responsabilidade de dar sequência na execução do projeto devido a pressão, mal-estar ou demais cenários subjetivos que não justificariam a sua desistência. 

Qual postura a administração de recursos humanos deverá obter para tentar solucionar este problema?

Por tratar-se de um perfil amplamente planejado para a execução de um projeto, a primeira proposta de solução é tentar negociar a permanência deste profissional. Deve-se tentar conhecer os reais motivos e propor soluções que motivem a sua permanência na execução do projeto. 

A segunda proposta, ou o plano B, baseia-se na ideia de que o profissional manterá sua decisão quanto ao abando de cargo. Por tratar-se de um processo de troca, e a fim de evitar uma negociação com meios de comunicação, identificar um novo profissional e desenvolvê-lo, torna-se a melhor opção. 

3.1.1. O real impacto advindo da última troca de técnicos. 

Até o presente momento, entre a ida e vinda de Cuca e Mohamed, o impacto traduz-se na:

  • Eliminação do clube da Copa do Brasil;
  • Eliminação da Copa Libertadores da América;
  • Probabilidade rara de 0.10% de se tornar bicampeão da Série A do Brasileirão;
  • Probabilidade de 33,10% de chances de classificação para disputar a Copa Libertadores da América do ano de 2023.
  • Probabilidade de 64.9% de chance de classificação para a Copa Sulamericana.
  • Probabilidade de 0,013% de chances de rebaixamento 

3.1.2. O reflexo do atual rendimento sob o planejamento o ano de 2023

Para o ano de 2023, o clube possuí em planejamento a inauguração da arena MRV, a arena do Galo.

Foto da evolução  da instalação do revestimento externo da Arena MRV - créditos pela imagem: Arena MRV

Não é possível  afirmar se o clube planejou inaugurar sua arena com o time disputando uma competição internacional de alto nível, mas a verdade é que as chances de disputar uma competição internacional de alto nível são baixas.

O problema com a rotatividade de pessoal deverá persistir durante o ano de 2023. Isto será decorrente da hipótese de o técnico Cuca estar sendo cotado pela mídia com o sucesso do técnico Tite no cargo de treinador da Seleção do Brasil. 

3.2. Qual é a real da situação do Clube Atlético Mineiro e como o ele poderá antever este tipo de perfil a fim de conter os impactos negativos sobre o projeto devido à troca de profissional durante a execução de um projeto?

A situação do clube remete a conceitos de rotatividade de pessoal, ou turnover.

Quebra cabeça com a imagem dos jogadores do elenco do Atlético-MG - créditos da imagem: Atlético-MG 

A rotatividade de pessoal é um tema da ciência de administração que estuda o tempo de permanência de um profissional no âmbito organizacional e a causa do rompimento da relação entre empregador e colaborador.

Métodos de análise quantitativa e qualitativa podem ser aplicados a fim de mensurar uma situação. Por exemplo, com base no cenário exposto sobre a rotatividade dos técnicos no ambiente do clube:

Observou-se, que existe uma alta rotatividade de técnicos no clube; entre 2020 e 2022 quatro técnicos passaram pelo clube, tendo ao menos dois profissionais desistido de executar o projeto inesperadamente. 

Em decorrência da desistência, o Galo necessitou adaptar-se a outros estilos táticos de jogos, que demandaram tempo para surtir ou atingir a conclusão de que não surtiram efeito,o que, respectivamente, prejudicou o objetivo final do projeto.

Remetendo a conceitos sobre turnover,  estudar o perfil destes profissionais torna-se essencial para evitar uma futura contratação de profissional que tem o hábito de não dar continuidade em projetos com duração a longo prazo.

O clube pode considerar as variáveis e correlacioná-las ao tempo de permanência do candidato na última(s) empresa(s) e buscar conhecer o porquê do profissional não estar integrado às atividades organizacionais anteriores, ou seja, fazer aquela famosa pergunta ao candidato: você saiu da última empresa por quê?

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Atlético-MG de 2021 tem o segundo melhor aproveitamento entre os campeões dos pontos corridos

Sampaoli | Ficha de treinador | Transfermarkt.

Cuca | Ficha de treinador | Transfermarkt.

Atlético-MG: ex-vice-presidente lista 'atrocidades' de Sampaoli em artigo, diz que ...

Após 11 anos, Atlético-MG volta a sofrer cinco gols; última vez foi em goleada para o Cruzeiro - Globo Esporte 

Conheça Rubens Menin, mecenas do Galo e dono de uma das maiores fortunas do Brasil.

Mecenas batem o martelo e não vão ajudar o Atlético-MG - Portal do Atleticano.

Conheça Rubens Menin, mecenas do Galo e dono de uma das maiores fortunas do Brasil.

Galo: um ano da chegada de Dudamel; relembre a curta passagem no clube - O TEMPO.

Atlético-MG entra na lista dos times que conquistaram a Tríplice Coroa.


"O Galo ganhou!": Atlético-MG é campeão brasileiro e encerra jejum de 50 anos.

PEREIRA, Tânia Conceição. Roteiros da entrevista clínico-psiquiátrica-diretrizes teórico-metodológicas:" a rotina estabelecida pela tradição e pelos costumes". Linguagem em (Dis) curso, v. 10, p. 683-704, 2010.

DE LIMA, Bruna Barreto; DOS SANTOS LEITE, Ygor Geann. Desenvolvimento de estratégias relacionadas ao recrutamento e seleção como recurso preventivo aos índices de turnover: Estudo de caso em uma empresa de consultoria contábil. Gestão de Recursos Humanos: Desenvolvendo Pessoas e Empresas Volume 3, p. 63. 

Cuca deixa o comando do Atlético Mineiro por "motivos pessoais", diz clube | CNN Brasil.

Turco Mohamed é demitido pelo Atlético-MG após empate com o Cuiabá... -

Pacote de R$ 250 mi e exigências: por que Atlético-MG desistiu de Sampaoli...

UFMG. Chances de título do Campeonato Brasileiro serie A.

UFMG. Chances de classificação para libertadores. 2022. 

UFMG. Chances de classificação para Copa Sulamericana. 2022. 

UFMG. Chances de rebaixamento para a série B. 


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo