Kraftwerk: Os pioneiros do Tecno e Synthpop

Kraftwerk: Os pioneiros do Tecno e Synthpop
Kraftwerk (Foto:Getty Images / Mike Coppola / Equipe)

Se hoje em dia você escuta Depeche moche, David Bowie, MGMT e até mesmo DJs como David Gueta, agradeça ao Kraftwerk. Pois sem eles, nenhum desses artistas, elementos sythn além de sonoridades eletrônicas existiriam. 

Fundada em 1970 pelos integrantes Florian Schneider e Raft Hüttler, o grupo se tornou uma referência para a indústria fonográfica que ainda inspira e cativa muitas bandas atuais. Conheça uma breve história dos alemães que revolucionaram o gênero eletro pop e seus destaques.
 
O início de tudo

Se tornar uma lenda, não era bem isso que tinham em mente. O Projeto iniciado na cidade de Düsseldorft utilizava conceitos de homens-máquinas, computadores, robôs e preocupações com as questões ambientais e sociais. A partir disso, surge um gênero novo na música: O Krautrock, termo que batizou as bandas alemãs do ocidente dos anos 1960 e 1970 que eram além do rock e traziam elementos diferenciados. Por isso, muitos os consideravam como “experimentais”.

No início, esse termo trouxe um sentido negativo pela imprensa britânica que considerava pejorativo qualquer tipo de rock alemão. Porém, quando o estilo virou uma febre na Europa, as coisas mudaram. Durante esse período, ocorreu diversas revoltas estudantis que aconteceram enquanto a juventude buscava se libertar do legado nazista que o país havia enfrentado na 2° Guerra mundial e se distanciar do estilo cultural norte-americano.

Para criar sua própria identidade, o grupo alemão encontrou ritmos mais dançantes e hipnóticos que vinham das máquinas que hoje conhecemos como sintetizadores. A partir desse momento, Kraftwerk trouxe ao mundo um gênero que carregaria um impacto na história e certamente não imaginariam o quanto que iriam influenciar tantas gerações ao redor do mundo.

Sua Trajetória 

Os pioneiros da música eletrônica realmente estavam a frente de seu tempo. Em suas performances, utilizavam e abusavam de instrumentos sintéticos e uma estética futurística. Esses elementos marcantes que traziam, contrastava com uma época que boa parte do que abordavam era apontado apenas como ficção. 

Em 1974 lançaram o icônico Autobahn, o primeiro disco que mostrou ao mundo quem eles eram. A partir desse trabalho, eles se afastaram cada vez mais dos convencionais para os moduladores e aparelhos que faziam distorção de voz.

Com tantas inovações, a dupla adotou o formato dos shows que adota até os dias atuais: os integrantes são posicionados um ao lado do outro, e em frente de cada, uma mesa de teclas. Isso foi o suficiente para que gradualmente o público aceitasse o novo estilo. 

Ao longo da carreira, se tornaram responsáveis pelas criações e aprimoramentos de softwares conhecidas como as, Drums machines utilizadas em Autobahn e Trans-Euro Express (álbum lançado em 1977). Nesse momento, o vocal começou a perder o protagonismo, mas não perdeu força. Cheios de mensagens, eles abordavam desde a vida urbana até as tecnologias desenfreadas.

O prestígio de seu trabalho era tão forte que chegou ao músico britânico David Bowie. As  admiração fez com que o artista britânico dedicasse um dos seus álbuns mais icônicos “Heroes”, além de uma faixa intitulada “-2 Schneider” como tributo a banda alemã. 

Atualmente

Infelizmente, um dos fundadores, Florian, veio a falecer em 30 de abril de 2020, vitima de um câncer. Os músicos se apresentaram em terras brasileiras nos anos: 1998, 2004 e 2009. Hoje, da formação inicial, permanece apenas Ralf Hütter. O grupo planejava uma turnê internacional para celebrar seus 50 anos em 2020, mas os shows foram cancelados devido à pandemia de coronavírus. 


Quer escrever na Prensa?

Seja parte da nossa comunidade de Creators e contribua para uma internet melhor com artigos inteligentes, relevantes e humanos - que só você pode escrever.

Clique aqui para começar!


Topo