Vampiros andam entre nós

Vampiros andam entre nós

Existem seres humanos que são verdadeiros vampiros. Não, não são aqueles vampiros que conhecemos nos filmes.

Pelo menos, não os vejo com seus caninos superiores maiores que os demais dentes, não possuem a pele fria e pálida, apesar de sugarem o sangue de suas vítimas, ainda que metaforicamente.

Os vampiros que transitam entre nós são bem diferentes dos do cinema. Seu corpo é humano, regenera lentamente depois de um corte, os ossos se quebram como os nossos, não têm medo de alho e para morrerem não é necessário uma estaca cravada em seu peito. Apesar disso, sugam o que podem dos que pensam ser seus amigos.

Não são formados através da mordedura de um igual a ele, mas, são também seres humanos que por inveja ou desejo de ter ou ser igual à vítima, passam a vampiriza-la.

Pessoas benevolentes e inocentes são vampirizadas por esses indivíduos que fingem ser seus amigos. Às vezes sugam dinheiro, outras sua sorte, sua ascensão no trabalho, suas energias. Têm muita inveja do vampirizado e por isso, fingem essa amizade com um único objetivo, se manter despercebido pela vítima.

Já fui vítima do vampirismo e dou graças, pois, hoje não sou mais. Todos temos que ter cuidado com os vampiros que andam entre nós, pois, são mais perigosos que os do cinema, afinal, a aparência é humana e as atitudes, demoníacas.

Imagem de capa - Jorginei Santos


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo