Como o Helpful content afeta os sites e as estratégias de SEO

Como o Helpful content afeta os sites e as estratégias de SEO
Imagem: Jay/pixabay

Nas últimas semanas do mês de Setembro, o Google colocou em prática o Helpful Content Update. A atualização visa alterar o algoritmo de busca do buscador a fim de priorizar informações que agregam mais valor ao usuário ao invés de conteúdos feitos exclusivamente para agradar o sistema de busca — os famosos sites focados 100% em SEO.

A atualização pode abalar a forma como boa parte do conteúdo é criado pela internet. Sites que abusam de matérias construídas em cima de estratégias de SEO, mas que não agregam valor, serão considerados inúteis para a plataforma e serão penalizados por isso. 

Saiba como essa mudança vai funcionar e como pode afetar seu site ou blog.

  • O que é Helpful Content Update?
  • Como isso afeta as estratégias de SEO?
  • Como saber se o conteúdo será bem ranqueado?
  • Como saber quais práticas devo evitar?

O que é Helpful Content Update?

Como o nome sugere, se trata de uma atualização nos algoritmos de pesquisa para que conteúdos considerados mais úteis sejam priorizados, enquanto conteúdos classificados como inúteis sejam prejudicados.

Após a atualização, os materiais que forem considerados “de menor valor” para os usuários perderão prioridade em relação aos conteúdos mais úteis. Além disso, sites que possuem um grande volume de conteúdo inútil terão sua imagem “manchada” para os mecanismos de busca do Google. Com isso em mente, caso seja postado nesses sites qualquer conteúdo que atenda às expectativas do Helpful Content, o mesmo ainda terá maior probabilidade de ser bem ranqueado.

Como isso afeta as estratégias de SEO?

Existem páginas e conteúdos baseados totalmente em estratégias de SEO, feitos unicamente para ter um bom ranqueamento — colocando a experiência do usuário em segundo plano. Para o Google, esse tipo de conteúdo é prejudicial e dispensável já que não visa agregar valor ao leitor. 

A sigla SEO vem de search engine optimization —Imagem: EstudioWebDoce/Pixabay

A partir da atualização, a experiência das pessoas será priorizada nos mecanismos de buscas. Isso significa que não basta encher o artigo de palavras-chave para aparecer no primeiro lugar da pesquisa. O conteúdo deve agregar valor e se diferenciar dos outros milhares de materiais idênticos presentes no buscador.

Mas, apesar disso, o SEO não será totalmente dispensado. Segundo Danny Sullivan, especialista do Google: “O SEO é uma atividade útil quando aplicado ao conteúdo que prioriza as pessoas”. As práticas para melhorar o ranqueamento devem ser um recurso para ajudar conteúdos úteis a chegar ao leitor e não um molde que deve ser seguido de forma cega e sem personalidade.

Como saber se o conteúdo será bem ranqueado?

Apenas dizer: “se o conteúdo for útil ele será bem ranqueado” não ajuda muito. O que define um conteúdo relevante para a plataforma? O Google Search Central disponibilizou em seu blog um artigo explicando melhor sobre o Helpful Content. No artigo, os desenvolvedores listaram algumas perguntas que podem identificar se seu conteúdo é útil ou não. São elas:

  • Você tem um público existente ou pretendido para sua empresa ou site que acharia o conteúdo útil se chegasse diretamente a você?
  • Seu conteúdo demonstra claramente experiência em primeira mão e um profundo conhecimento (por exemplo, experiência que vem de ter realmente usado um produto ou serviço ou visitado um lugar)?
  • Seu site tem um propósito ou foco principal?
  • Depois de ler seu conteúdo, alguém sairá sentindo que aprendeu o suficiente sobre um tópico para ajudar a atingir seu objetivo?
  • Alguém lendo seu conteúdo vai ter a sensação de ter tido uma experiência satisfatória?
  • Você está tendo em mente nossas orientações para atualizações principais e análises de produtos?

Se as respostas dessas perguntas forem positivas, seu conteúdo será considerado relevante para o Google. Caso as respostas não sejam positivas, é possível fazer as alterações necessárias para que o site e o conteúdo sejam bem avaliados. Apesar dos mecanismos de busca taxarem alguns sites como inúteis, esse “título” não é permanente.

Como saber quais práticas devo evitar?

O principal tipo de conteúdo buscado pelos mecanismos de busca é o de pessoas para pessoas. Sites e textos reais feitos de forma orgânica a fim de somar na experiência do leitor. Mas, além desta principal dica, existem alguns cuidados a serem tomados.

Seu conteúdo é especializado? Autoridade é uma característica bem vista pelo algoritmo. Sites que produzem conteúdos diversificados, sem um objetivo ou nicho fixo, sacrificam sua autoridade em determinado campo a fim de produzir tópicos diferentes na esperança de que um deles seja bem ranqueado. Essa prática passará a ter um desempenho menor em relação aos sites especializados.

Ainda no argumento da especialização, é necessário trazer algo novo para a plataforma. Conteúdos que são apenas resumos do trabalho de outras pessoas, sem adicionar informações novas ou que não apresentam um novo ponto de vista ao leitor, serão considerados de pouca relevância.

Se seu site promete entregar a informação que o usuário busca, é esperado que o conteúdo responda todas as dúvidas do leitor. Se o mesmo tiver que consultar outras fontes de informações além da sua, seu conteúdo poderá ser considerado irrelevante ou incompleto.

Na mesma linha de raciocínio do parágrafo anterior, apenas prometa informações que existam. Artigos que sugerem informações como data de lançamento de produto, filme ou programa de TV que ainda não foram confirmados são considerados clickbaits. Uma vez que o helpful content considera a experiência do usuário, títulos chamativos que enganam o leitor serão altamente prejudicados no ranqueamento.

Com essa atualização, espera-se que os resultados que aparecerão na primeira página deixem de ser os que melhor se encaixam nas estratégias de SEO e passem a ser os que ofereçam as melhores informações aos usuários.

Leia mais artigos como esse clicando aqui!

 


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo