Acessibilidade digital: por que adotar essa prática na sua empresa?

Acessibilidade digital: por que adotar essa prática na sua empresa?
A acessibilidade digital quebra barreiras e facilita a navegação na internet. Reprodução: Pixabay

No Brasil, estima-se que 45 milhões de pessoas tenham alguma deficiência. No entanto, apenas 1% dos sites brasileiros possuem acessibilidade digital

Esse dado demonstra que o acesso à internet não é universal e nem adequado aos diferentes públicos.

Implementar recursos acessíveis para todas as pessoas devem ser prioridade de empresas e marcas. 

Se o seu negócio ainda não promove a acessibilidade digital, continue a leitura e adote essa prática hoje!

O que é acessibilidade digital?

A acessibilidade digital é a maneira de facilitar a navegação na internet, tornando os conteúdos produzidos em sites, blogs, aplicativos e redes sociais acessíveis a todos os usuários.

O objetivo desse conceito não é somente adaptar sites e aplicativos para pessoas com deficiências, mas garantir o uso de forma universal para todos.

Dentre as dificuldades mais frequentes enfrentadas pelos usuários estão:

• Internet lenta;

• Limitações da audição e da visão;

• Problemas em entender conteúdos em sites e blogs.

Observe que os fatores da falta de acessibilidade abrangem não só questões físico-motoras ou outras deficiências. Embora a internet lenta pareça ser algo banal, afeta todas as pessoas.

Mas como tudo começou? Como surgiu a ideia de tornar a internet acessível para todos?

Essa perspectiva surgiu devido à ausência de informações e orientações sobre acessibilidade na internet

Então, em 2012, foi criado o Dia Mundial da Conscientização sobre Acessibilidade.

Essa data foi criada após o desenvolvedor Joe Devon publicar em seu blog um post falando sobre a falta de conteúdos acessíveis a todos os públicos.

No entanto, embora existam ações para simplificar o uso da rede mundial de computadores, o caminho ainda é desafiador.

Assim, criar uma navegação possível e clara para todos deve ser o ponto central de qualquer empresa e marca

Desse modo, o planejamento de conteúdo não deve ter o intuito de apenas informar, mas ser compreensível e simples. 

Além de trazer independência para os usuários, aumenta o número de acessos ao seu site e consequentemente eleva os lucros do seu negócio.

Afinal, se a tecnologia existe para facilitar a vida de todos, por que não produzir conteúdo acessível a todos os seres humanos?

Qual é a importância da acessibilidade digital?

A acessibilidade digital é importante não só para as pessoas, mas também para as empresas. 

Ao promover a quebra de barreiras no mundo online, há uma maior aproximação e troca de experiência entre a sua marca e os usuários.

Além disso, pessoas com idades avançadas ou com deficiências e limitações são as mais afetadas pela falta de acessibilidade digital.

A dificuldade começa desde o momento de ligar o computador.

Quando essa fase é vencida, surgem novos desafios e entre eles está o entendimento de como funcionam os sites e as redes sociais, por exemplo.

Nesse sentido, avaliar como o conteúdo está sendo produzido é primordial para qualquer marca e empresa.

Os textos e imagens devem ter linguagem capaz de proporcionar a melhor experiência para o usuário, independentemente das limitações que ele possa ter

Assim, a empresa garante a inclusão e a diversidade e se diferencia no mercado ao implantar recursos que promovem a independência dos usuários.

Quem são os beneficiados com a acessibilidade digital?

Os maiores beneficiados com a acessibilidade digital são todas as pessoas que usam a internet, independente da presença ou não de deficiências.

No dia a dia acessamos páginas e buscamos coisas na web para facilitar a vida. Se a navegação for dificultosa, teremos problemas.

Por isso, é responsabilidade das empresas e marcas investirem em recursos acessíveis para todos.

Inclusive, há um decreto em nosso país que obriga corporações a adaptarem seus sites para todos os usuários em um prazo de 12 meses a contar desde a sua criação.

Princípios para produzir conteúdos mais acessíveis 

A Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) estabelece 4 princípios para produzir conteúdos que prezam pela acessibilidade digital.

Saiba mais abaixo e aplique no seu negócio.

Perceptível 

As informações e os elementos presentes no seu site ou conteúdo devem ser perceptíveis.

Isso significa que elas devem ser compreendidas pelos sentidos e não podem ser indetectáveis.

Operável

Os botões e outros elementos que compõem as páginas da web devem ser operados por cliques com o mouse, ou deslizando e rolando.

Opções como comando de voz e outros dispositivos devem ser disponibilizados no momento da navegação.  

Compreensível

Todas as informações em texto ou em vídeo devem ser de fácil entendimento para todos os usuários.

Os conteúdos devem ter estrutura capaz de facilitar a compreensão.

Compatível  

Todo site deve ser compatível com diferentes dispositivos tecnológicos. O conteúdo deve ser adaptado para ser lido e entendido em diferentes formatos.

Desse modo, é possível garantir a melhor experiência para os usuários e impulsionar os seus negócios.

Como investir em acessibilidade digital: 4 dicas para aplicar na sua empresa

Você já sabe que os benefícios são tanto para as pessoas como para a sua marca. Por isso, está na hora de aprender a investir nesse recurso e atrair mais pessoas para o seu negócio.

A seguir, apresento 5 dicas para aplicar a acessibilidade digital hoje!


1- Invista na comunicação multissensorial

Muitas pessoas acessam conteúdos em diferentes formatos, seja por conta de alguma deficiência ou por questões práticas do dia a dia.

Imagine que você precisa ler aquele assunto importante antes de uma reunião com investidores, mas está ocupado. Um conteúdo em áudio ajudaria você a saber mais sobre o tema e facilitaria o seu dia a dia.

Investir em textos com áudios, vídeos com legendas e imagens com descrições são alguns exemplos de comunicação multissensorial.

Fazer uma combinação de conteúdos em todas essas plataformas, garante mais inclusão e diversidade para o seu site.


2- Conheça as tecnologias assistivas

Dependendo de qual limitação as pessoas possuem, elas utilizam a tecnologia como ferramenta no auxílio de tarefas.

No item acima, sugeri um exemplo de texto com áudio e sua facilidade na execução de tarefas. 

Imagine agora uma pessoa com deficiência visual. Como ela consegue navegar na internet? Há softwares leitores de tela que executam essa missão. 

Já pessoas com deficiência auditiva utilizam libras e tetraplégicos usam a voz ou os olhos para acessar os conteúdos.

Mas será mesmo que todo site possui recursos disponíveis para esses públicos? Você viu que os dados mostram o oposto.

Assim, saber quais são as tecnologias assistivas é muito importante na hora de adequar o seu site a diferentes públicos


3-  Estruture os textos de forma acessível 

Ao produzir conteúdos para o blog da sua corporação, por exemplo, crie conteúdos fáceis de serem compreendidos

O fácil acesso começa desde a estrutura do texto e a construção de frases. Opte por parágrafos curtos e use a voz ativa.

Simples formatações ajudam pessoas com deficiências visual e intelectual na hora de navegar tanto pelo computador como pelo celular. 

Use fontes básicas para facilitar a leitura e evite fontes serifadas ou cursivas. As marcações também ajudam a destacar informações relevantes e tornam o acesso mais fácil.

Outro fator importante para a estrutura dos textos é o alinhamento à esquerda. 

Grandes blocos de palavras afastam leitores e trazem confusão. Alinhar o texto à esquerda garante melhor legibilidade do conteúdo e mais visualizações. 


4- Opte pelo contraste 

As cores também são importantes na acessibilidade digital de textos e imagens. Inclusive, é importante ter atenção às pessoas com daltonismo

Esse distúrbio visual altera a percepção das cores como o amarelo, azul, vermelho e verde. 

Logo, escolher as cores certas é optar por contrastes visíveis para todo mundo. A própria WCAG recomenda que o contraste mínimo para texto normal deve ser de 4.5:1.

Mas por que o contraste é importante? Devido às dificuldades em identificar cores, adotar padrões baseados nelas pode confundir os usuários. 

Por isso, nunca determine botões, ícones e outros elementos a partir das cores. Por exemplo, verde para algo bom e vermelho para algo ruim. Aposte no contraste.

Mude a sua mentalidade

Com informação é possível quebrar estereótipos e preconceitos. Por isso, inclua programas de diversidade e inclusão no seu negócio e se diferencie na promoção de conteúdos, produtos e serviços.

Agora que você já sabe a importância de adotar a acessibilidade digital na sua empresa, que tal aplicar todas as dicas deste artigo e proporcionar uma melhor experiência para os seus clientes?


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo