A Fazenda

A Fazenda

Mordisco mais uma parte dessa carne que está sublime, o sabor levemente almiscarado e com toque salgadinho. Eu nunca tinha sentindo sabor que fosse ao mesmo tempo sutil, e agressivo. Eu sinto que no Reino do Paladar, só em sentir esse sabor que me faz suspirar e fazer barulhos impróprio. Rio ao imaginar, os rostos das pessoas, ao me verem fazer barulhos tão...vergonhosos.

Mas não posso resistir, quando como um alimento tão sublime! Hum, hum! Que delícia de alimento, eu esperei por muito tempo, para provar algo tão prazeroso. E ainda têm esse molho, feito do próprio suco da carne, faz com que eu feche os olhos e me sinta sentir os prazeres da carne. E isso com certeza não é um pecado, porque estou fazendo isso para o meu próprio sustento!

Então, eu posso me alimentar tranquilamente, sem o medo de ser julgado. E a parte boa, é que não tenho que dividir com ninguém! Não tenho família ou amigos, por isso posso simplesmente me aproveitar minha refeição sem ninguém me incomodar. Na verdade, eu não me sinto solitário. Eu aprecio minha vida, só com meus empregados, acho que não poderia pedir coisa melhor. E é então que suspiro, porque acabei de comer o último pedaço da minha refeição. E isso é tão triste! Eu realmente gostaria de comer um pouco mais.

Me levanto, enquanto que levo meus pratos até a pia. Acho que vou lavar eles, de manhã! Estou com vontade ver meus belos animais, são tão exóticos na minha opinião. Eu os crio com muito cuidado e amor, porque apesar de eu me alimentar deles, eu me importo com eles. Afinal se precisa ter respeito por seu alimento, por isso eu tento usar métodos mais confortáveis tanto para mim quanto para meus animais. Por isso, criou alguns em Cativeiro e isolados. Para que eles possam ficar gordos e cheio de gordura, e às vezes essas são às melhores partes.

Enquanto que outro eu crio solto e em bando no meu Campo, isso faz com que a carne fique mais dura e eu precise cozinhar na panela de pressão. O que não deixa a carne menos suculenta, só demora um pouco mais para cozinhar. Mas é igualmente delicioso! É quando passo por Auroque, minha querida Tratadora de Animais. É ela que cuida para que todos estejam saudáveis, que não se machuquem entre si e que comam todos os alimentos necessários. E o mais importante, ela está no comando do novo programa de Leite! Eu estou pensando, em parar de comprar de outros produtores e fazer nosso próprio leite. E Auroque diz.

  • Nós conseguimos, Senhor. Estamos produzindo leite, mas acho que você gostará de saber que nosso maior reprodutor, já se recuperou daquele pequeno acidente com fêmea do outro Fazendeiro - Abro um sorriso, porque isso é simplesmente perfeito! Eu estava querendo cruzar ele com outro fêmea, que chegou ontem.
  • Vamos cruzar ele com nova fêmea, mas por agora, eu vou ver os Campos. Gostaria de me acompanhar? 

Ela confirma, enquanto que passamos por outros empregados. Que nos cumprimentam, e olhei para os quadros. Onde cada parte da minha família está documentada, como grandes Fazendeiros! E eu só preciso achar à pessoa certa, para continuar minha linhagem. Vou me aproximando dos Campos, e logo sinto aquele cheiro característico desses animais. E isso não me incomoda, sou um Fazendeiro e isso não faz diferença para mim.

É então que com meus cascos, bato no chão, e com os outros enxugo minha testa.Enquanto que observo os pequenos Humanos, sendo pastoreados pelas outras Vacas, fazendo com que me alegre.

Imagem da capa - Estefania Pereira


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo