El Palm: tecnologia, sombra e água fresca

El Palm: tecnologia, sombra e água fresca
Um pé de... Wi-Fi grátis? | Imagem: El Palm

Imagine a situação. Numa bela tarde de novembro, você anda pela cidade. Está quente, como de costume, e você precisa parar para descansar.

De repente, seus olhos veem o que mais parece um oásis dentro de uma miragem. Uma frondosa palmeira, embora não muito alta. Para melhorar, há um belo banco em seu entorno, onde algumas pessoas já descansam, conversando animadamente. Mas não se preocupe. Há lugar de sobra no banco.

Você senta, pega o celular, com a intenção de dar aquela inefável olhadinha no Twitter ou, sei lá, lembra que precisa entregar um texto para seus queridos editores da Prensa. Abre o editor de texto, dá aquela revisada, e repara que sua bateria está mais baixa que a intenção de voto em candidato da terceira via.

Sem problema. Você, que é jornalista prevenida que se preza, saca seu carregador, pluga no celular e bota pra carregar… na árvore!

Se acha que a cena é fruto de delírio, saiba que a parte menos delirante é justamente essa de carregar o celular.

Porque, hipoteticamente, irá acontecer várias e várias vezes durante a Copa do Mundo Fifa do Catar. Sim, em novembro, em pleno inverno local, onde se esperam dias escaldantes, porém menos insuportáveis que se fossem no verão de lá, em julho.

Minha terra tem palmeiras

A frondosa palmeira não é real, e sim uma charmosa obra de tecnologia e arquitetônica, chamada El Palm, planejada para ter sua ativação durante o maior evento futebolístico do planeta, e promete se espalhar para países com clima tropical. 

O El Palm parece uma palmeira, mas suas “folhas”, projetadas como um belo “telhado” para quem se sentar nos bancos anexos em seu entorno, são poderosos captadores de energia eólica e solar. Tanto os bancos quanto o caule têm carregadores USB para celulares e outras traquitanas eletrônicas.

Ah, seu chip não está preparado para roaming internacional? E você viajou para o Catar sem pensar nisso? Certo, foi uma tremenda vacilada, mas não esquente. Porque além de se sentar à sombra, a simpática palmeira ainda fornece Wi-Fi grátis!

Orvalho artificial

Definida pelo fabricante como “turbina eólica de sombreamento”, ainda tem mais: câmeras de vigilância, iluminação LED, alto falantes, espaço para publicidade, e o mais legal, “resfriamento por névoa”. 

Sabe aqueles jatos de ar e gotículas de água, usados em alguns shopping centers e locais com pouca umidade? Pois é, calculando o calor do inferno do Catar, vai ter gente fazendo fila debaixo das palmeirinhas (favor não confundir com a Palmirinha) para se refrescar.

O fabricante anuncia o El Palm como “um prazeroso oásis para todos”. Nessas condições climáticas, e com tanta gente precisando se comunicar, será mesmo. Fabricado em três modelos, básico, padrão e premium, foi criado pelos engenheiros Mohamed Haouach e Zakaria Rahhali, que trabalhavam em projetos de sustentabilidade, inovação e infraestrutura urbana. Eles garantem que toda a fabricação do sistema utiliza apenas energia renovável e processos “limpos”.

Haouach e Rahhali: pensando em viver debaixo da sombra | Imagem: El Palm

Em se plantando, tudo dá

Se isso realmente funcionar a contento no Catar, vejo a possibilidade de instalação de equipamentos similares por aqui, principalmente nas praias do nordeste, Rio de Janeiro e Litoral Paulista. Públicos das praias capixabas, catarinenses, gaúchas também poderão se beneficiar. 

Mesmo cidades longe de praias, como Brasília, que tem um sol pra cada um em certas épocas do ano, poderão utilizar esta criação em locais de grande acesso público. É esperar para ver.

Eu volto!


Quer escrever na Prensa?

Seja parte da nossa comunidade de Creators e contribua para uma internet melhor com artigos inteligentes, relevantes e humanos - que só você pode escrever.

Clique aqui para começar!


Topo