O Orkut vai voltar?

O Orkut vai voltar?
logo do Orkut

Imagem: Reprodução | Internet

O domínio do Orkut foi reativado e exibe um comunicado de Orkut Buyukkokten sobre seu possível retorno.

A expectativa pela volta do Orkut gerou muita repercussão na internet. Desde que o site da rede social foi reativado na última quarta-feira (27), os internautas querem saber se a plataforma, desativada em 2014, vai voltar a funcionar e se será possível recuperar a antiga conta ou criar uma nova.

Quem acessa o domínio do site se depara com uma mensagem de seu criador, Orkut Buyukkokten, onde ele relembra de quando o site foi lançado, há 17 anos, quando ele ainda trabalhava no Google.

Até o momento, não se sabe se o retorno da rede social que conhecemos é garantido. A página traz uma mensagem de Orkut Buyukkokten, onde ele diz: “Acredito no poder da conexão para mudar o mundo. Acredito que o mundo é um lugar melhor quando nos conhecemos um pouco mais. [...] E é por isso que estou construindo algo novo. Vejo você em breve!". O texto na íntegra (em inglês) pode ser conferido na página oficial da rede social.

Apesar das especulações, ainda não se pode confirmar o retorno do Orkut que conhecemos. A mensagem do criador nos leva a entender que teremos o lançamento de uma nova plataforma, ou até mesmo um resgate da plataforma que conhecemos, com uma roupagem diferente. Aos interessados, é possível se inscrever na página para receber atualizações.

Muito antes do Instagram e do TikTok, tivemos o Orkut, considerado a primeira rede social do mundo, lançada em 2004. Quando foi criada, a intenção era atingir o público norte-americano, porém os maiores usuários foram os brasileiros.

A rede social possuia diferentes ferramentas e permitia aos usuários:

  • Publicar fotos e criar álbuns.
  • Adicionar outras pessoas e enviar mensagens (scraps);
  • Enviar depoimentos - as contas pessoais podiam receber recados dos amigos. Uma das brincadeiras era disputar o “topo” no perfil do amigo. 
  • Atributos - os amigos podiam ser avaliados como sexy, confiáveis e legais. As votações eram anônimas e os resultados eram exibidos publicamente.
  • Criar comunidades - as comunidades eram grupos que reuniam pessoas com hábitos e interesses em comum, permitindo também a criação de fóruns de discussão. Algumas comunidades existentes eram: Eu Odeio Acordar Cedo, Eu abro a geladeira pra pensar, Odeio esperar resposta no MSN, além das comunidades para pessoas comuns e famosos. 
  • Jogar diferentes jogos - como Colheita Feliz, Café Mania, Buddy Poke.


Eu Odeio Acordar Cedo, exemplo de comunidade do Orkut.


Com a criação de outras redes sociais, o Orkut acabou perdendo espaço para o Facebook, sendo deixado de lado e sendo desativado em setembro de 2014. Hoje, a nostalgia toma conta dos fãs da famosa rede social, que torcem pelo seu retorno.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo