Os últimos suspiros das portas giratórias

Os últimos suspiros das portas giratórias

(Imagem: McGill Library via Unsplash)

Se na vida normal os avanços da tecnologia ditam tendências e crescem em uma velocidade impressionante, com a pandemia, essa velocidade se multiplicou. Até mesmo as pessoas mais acostumadas a visitar seus bancos, e que antes não abriam mão disso, se viram obrigadas a utilizarem produtos e serviços digitais, devido ao lockdown.

A sociedade, como um todo, se viu obrigada a recorrer ao mundo digital, e percebeu que esses serviços podem funcionar muito bem ou até melhor, na verdade.

Essa conversão de usuários para serviços bancários digitais confirmou o que muitos já desconfiavam: o domínio que a tecnologia exerce não para de crescer e hoje é um caminho sem volta.

Este conteúdo gratuito é exclusivo para usuários cadastrados.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo