Nos bastidores do Banco Virtual

Nos bastidores do Banco Virtual

Quais os principais desafios no caminho de quem quer criar um banco virtual? Descubra aqui e prepare-se para o futuro.


 

No mundo digital de hoje, não precisamos mais ir a uma agência ou caixa eletrônico para fazer a maioria dos nossos serviços bancários. Na maioria das vezes, os consumidores podem gerenciar todas as transações bancárias a partir do conforto de sua casa em dispositivos móveis, especialmente durante a pandemia da COVID-19.

Entretanto, a banca virtual tem o potencial de ser muito mais do que apenas descontar cheques. Muitas organizações ao redor do mundo oferecem serviços de capacitação financeira, tais como orçamentos e planos de poupança para auxiliar seus clientes a atingir metas específicas, como a compra de uma casa ou carro.

No entanto, há muito trabalho nos bastidores que dita o sucesso de tais empreendimentos, particularmente do ponto de vista da identidade.

Crescimento da indústria bancária virtual

O mercado global de plataformas bancárias digitais está no caminho certo para atingir US$ 9 bilhões até 2026. O conceito de banco virtual é amplamente creditado com o início em Hong Kong, expandindo-se com velocidade para o resto da Ásia e depois para o resto do mundo.

Cada instituição, desde bancos globais estabelecidos como o HSBC até os start ups como o Mox, está entrando no jogo e com razão. Os bancos virtuais estão crescendo rapidamente a nível global devido à rentabilidade do modelo de negócios. É necessária uma infra-estrutura zero para construir ou manter agências, pois cada serviço e transação é realizada através de dispositivos como telefones e tablets. 

Este modelo tem sido de fato bastante lucrativo para muitas organizações em todo o mundo, como o PT Bank Tabungan Pensiunan Nasional Tbk (BTPN), um dos maiores bancos da Indonésia. O BTPN foi responsável pelo desafio de atingir uma população de mais de 250 milhões de habitantes distribuídos em mais de 17.000 ilhas.

A criação de agências em várias ilhas não era financeiramente viável, de modo que a organização lançou seu aplicativo Jenius para atender a sua base de consumidores díspar. O banco alcançou dois milhões de assinantes muito mais rápido do que havia previsto.

Como resultado, o BTPN se tornou muito mais lucrativo. Além disso, seu novo sistema flexível permite que o BTPN introduza novos serviços, como seu recém-lançado aplicativo Wow, que atende a proprietários de pequenas empresas.

A identidade é chave na experiência de Bancos Digitais

Alguns dos desafios durante a mudança para o banco virtual incluem uma solução tecnológica que permita a entrada, segura e rápida, de novos clientes e empresas. E ela precisa proporcionar uma experiência digital excepcional durante todo o ciclo de vida do cliente.

Devido a estes fatores, a identidade digital desempenha um papel crítico no sucesso dos serviços bancários virtuais. Os bancos precisam entender quem são seus usuários, que dispositivos estão usando e quais são suas preferências. Só então o banco conseguirá oferecer serviços personalizados e amigáveis ao consumidor.

Além disso, tudo precisa ser realizado de forma segura e sem atritos, minimizando o número de cliques e logins, ao mesmo tempo em que se conecta a aplicativos e serviços posteriores, como cartões de crédito e ofertas de empréstimos.

O Futuro dos Bancos Digitais

A tecnologia móvel abriu as portas para a inovação na gestão bancária e financeira pessoal. Por exemplo, com aplicativos habilitados para IA, os bancos podem oferecer análises de consumo, lembretes e conselhos personalizados. É importante entender, porém, que nada disso seria possível sem as soluções de gerenciamento de identidade backend para apoiar estes aplicativos e serviços bancários móveis.

Com avanços na autenticação sem senha, como a autenticação biométrica, os consumidores podem agora acessar suas informações bancárias de qualquer lugar com apenas o toque de seu dedo. Enquanto isso, a autenticação multifatorial (MFA) também continua sendo um elemento chave para o login em aplicativos financeiros e contas importantes.

Olhando para o futuro, os bancos de tijolos não irão embora tão cedo. Mas devem se adaptar rapidamente às expectativas dos consumidores. Senão, serão ultrapassados neste mundo de rápida digitalização.

 


A ForgeRock estará presente no Open Finance Conference. Inscreva-se agora.



Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo