Como fazer a integração de parceiros de forma prática e rápida?

Como fazer a integração de parceiros de forma prática e rápida?

Muitas empresas que possuem ligações com provisões coletivas precisam de parcerias com provedores de diversos tipos para proporcionar produtos e serviços com aptidão que ajudem com as demandas dos consumidores.

Por isso, é indispensável a criação de uma colaboração mais eficiente com parceiros de negócios.

No panorama tecnológico atual, a construção de APIs em conjunto com a tecnologia no-code e low-code pode gerar uma unificação hábil para auxiliar na integração de parceiros empresariais de modo prático. 

Mas afinal, qual é o problema?

Ao analisar esse cenário empresarial, é possível encontrar algumas emblemáticas que surgem ao integrar o ambiente com as informações dos parceiros de negócios.

Quando um cliente ou corporação possui um ambiente legado com aplicação monolítica e necessita evoluir suas aplicações para um contexto de microsserviços, surgem dúvidas de como realizar este processo. Isso acontece, pois, ao realizar a mudança, os dados negociais ficam presos no banco de dados e nas aplicações legadas.

Uma solução que surge no primeiro momento seria a criação de diversas linhas de código para criar uma API. Sequencialmente, seria necessária a criação das funcionalidades da aplicação para conseguir extrair as informações que estão dentro do banco de dados. 

Contudo, este desenvolvimento demanda tempo e se encontra um tanto obsoleto quando visto na esfera empresarial contemporânea. No contexto global, existem vários meios tech e modernos que auxiliam nesta demanda de forma rápida e precisa. 

Logo, para criar uma integração eficaz entre parceiros, é necessária a implantação  de uma ferramenta mais moderna que ajuda a extrair as informações que estão cativas no banco de dados, mais especificamente, as APIs no formato REST, que são utilizadas dentro da arquitetura de microsserviços.

Pensando nisso, uma ferramenta valiosa para ajudar na temática central deste artigo é o Amplify API Builder.

Conhecendo o Amplify API Builder 

Desenvolvido pela empresa Axway, esta aplicação possibilita a criação e a elaboração de APIs em pouco tempo. É uma interface com base na tecnologia no-code e low-code, que fornece a transição de dados entre quaisquer aplicações com praticidade e agilidade, além de possuir uma excelente estruturação de ambiente digital, dando uma visão clara de todo o processo que está sendo feito.

Sua instalação é feita por meio de DTS, método muito utilizado para ajudar a mover os dados de um banco de dados. A aplicação também possui uma série de plugins já desenvolvidos pela comunidade para acessar diversas bases relacionais ou não relacionais. Estes plugins possuem o STK embutido em seu interior, o que permite a customização desses plugins para conseguir acessar a base de dados.

Imagine que você queira acessar um banco de dados MySQL para extrair as informações necessárias que estão ali, e para isso, você irá criar  uma API utilizando a Amplify API Builder da Axway.

Para utilizar a ferramenta a fim de criar uma API no contexto REST para promover uma integração eficaz entre parceiros, basta seguir alguns passos muito simples:

Passo 1 - Criando a API

Acessando o banco de dados da MySQL através da aplicação, é possível selecionar qual será o principal modelo de dados que, mais tarde, originará os endpoints que serão utilizados para criar e acessar a API. 

Uma vez criados estes endpoints, ainda dentro da plataforma, também será criado o fluxo de dados. Feito isso e a API criada, ela poderá ser exportada em formato OpenAPI, importada no API Gateway e, por fim, publicada, a fim de que seja possível consumir esta API e conseguir extrair as informações essenciais.

Passo 2 - Auto geração da API

Com a API criada, através da plataforma desenvolvida pela Axway, aparecerão gerações automatizadas de API com operações atípicas, ou seja, assim que a API nasce, automaticamente surgirão os principais métodos de acesso para as APIs. Isso acontece graças ao manuseio de técnicas low-code e no-code já implantadas dentro da plataforma, tornando o uso mais prático. 

Passo 3 - Codificando a API

Além disso, caso seja do desejo particular de quem utiliza a aplicação customizar a API com as linhas de código que já possuem fora da API Builder, a ferramenta possui a habilidade de importar as especificações do OpenAPI para customizar a API por meio de códigos exteriores.

Nesta etapa, é possível criar e personalizar a API no contexto low/no-code, e importar informações no bloco de JavaScript - que podem ser um código, um algoritmo ou uma métrica já desenvolvida pelo usuário e que gostaria de atribuir para contribuir na construção da API desejada.

Passo 4 - API finalizada

Uma vez criada e finalizada a API pelo API Builder, a interface já sai em formato Docker, que vai ajudar a rodar a API no ambiente do microsserviços, trazendo flexibilidade para qualquer lugar em que ela será inserida. No exemplo que foi dado anteriormente, a API está pronta para ser aplicada no MySQL.

A Axway é uma corporação norte-americana voltada para nichos de tecnologia da informação e fornece ferramentas de software, integração de aplicativos, desenvolvimento  de aplicações e gerenciamento de APIs, tendo como público alvo o ramo empresarial. 

Atualmente, a companhia possui mais de 11 mil clientes ao redor do mundo com suas inovações, mostrando que está fortemente inserida no panorama tecnológico e marcando sua presença com uma excepcional visão do campo científico.


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo