Seu guia completo para construir APIs de sucesso e acelerar sua Transformação Digital

DevOps: Mais que um papel, uma mudança de cultura e de entrega de valor

DevOps: Mais que um papel, uma mudança de cultura e de entrega de valor

Empresas de diversos setores, especialmente o digital, têm combinado seus times de desenvolvimento e operações, ou seja, rearranjando as responsabilidades e colaboração entre estas áreas. O intuito é a criação de uma cultura baseada em melhoria contínua. Uma tarefa desafiadora, mas que representa uma série de benefícios se feita adequadamente. Trata-se do DevOps, um conceito poderoso do mundo digital que vem ajudando empresas e profissionais de TI a atingir suas metas.

O conceito DevOps envolve cultura, ferramentas e processos ágeis. Essa combinação acarreta no aumento da produtividade e da capacidade da empresa em oferecer softwares e aplicativos. Tudo isso a partir do aperfeiçoamento de seus produtos em ritmo mais acelerado que empresas tradicionais de desenvolvimento de software e gerenciamento de infraestrutura.

A proposta do DevOps permite uma maior transparência e eficiência, garantindo não apenas redução de gargalos e silos de comunicação, mas uma força competitiva no mercado. De forma geral, o modelo DevOps apresenta quatro grandes pilares:

  1. Comunicação;
  2. Colaboração;
  3. Automação;
  4. Monitoração.

De um lado há a cobrança para que os desenvolvedores entreguem softwares com funcionalidades de agreguem valor, de outro há a cobrança para que a equipe de operações mantenha a estabilidade do ambiente. Para que ambos setores alcancem seus objetivos é preciso que haja uma boa comunicação entre as partes envolvidas.

Por isso se fala tanto da importância da integração entre estes times. O desalinhamento pode levar a falhas, atrasos, desgaste das equipes, necessidade de refazer tarefas e no pior dos casos um produto final de pouca qualidade.

Em determinados casos ocorre a integração também de times de controle de qualidade e segurança aos de desenvolvimento e de operações, melhorando assim o ciclo de vida de aplicativos. A esse modelo damos o nome de DevSecOps.

Os benefícios de adotar uma cultura DevOps

A cultura DevOps engloba diferentes tarefas e métodos a fim de alcançar suas metas, seguindo as necessidades de cada projeto. A partir de sua implementação muitas empresas que passaram a aplicar o conceito DevOps em sua atuação no mercado tem vivenciado uma série de benefícios em seus processos e ambiente organizacional.

A seguir listo cinco benefícios que essa cultura vai oferecer ao seu negócio:

1. Maior produtividade

O DevOps colabora para uma mentalidade de experimentação. Logo o que temos é um crescimento gradual da produtividade de TI, conforme o estabelecimento dessa prática ganha maior maturidade na empresa, diminuindo a quantidade de falhas e oferecendo soluções para futuros problemas.

2. Maior agilidade

Tempo é fator importante para qualquer empresa, por isso não há espaço para desperdiçá-lo. A prática do DevOps faz com que os fluxos de trabalhos sejam mais ágeis, agradando clientes e gerando maior retorno financeiro.

3. Maior automação

Uma boa parcela dos empecilhos enfrentados pelas empresas estão ligados à falta de ciclos automatizados de testes e análises direcionadas à otimização de tempo. Tradicionais e burocráticos processos de entrega simplesmente facilitam o reaparecimento de falhas, sem contar a insustentabilidade da organização em um mercado competitivo.

A adoção do conceito DevOps auxilia na automatização de todo ciclo de um projeto, do planejamento a entrega, permitindo que novas funcionalidades de um sistema estejam disponíveis ao longo do dia, sempre com controle e monitoramento.

4. Adoção pode ser gradual

Implantar práticas DevOps não é algo que deva ou seja feito do dia para noite. Iniciar a integração de equipes de desenvolvimento e operações exige tempo, além de muito esforço de todos os envolvidos. Dessa forma, é uma vantagem que tal conceito possa ser adotado de forma gradual, permitindo que todos consigam se adaptar adequadamente, sem falar na obtenção de resultados mensuráveis em menos tempo que o habitual.

5. Colaboração estimulada/Colaboração melhorada

Por meio do DevOps as equipes possuem melhor acesso à informações e proposta integração entre desenvolvimento e operações gera uma nova cultura organizacional. A partir da união de times a empresa pode estimular valores como propriedade e responsabilidade, além de estimular soluções mais ágeis e reduzir ineficiências. Tudo isso prezando a transparência e realização de feedbacks condizentes com a realidade da empresa.

Como DevOps fez a diferença para as empresas

Como já mencionado, muitas empresas têm atuado no mercado a partir de práticas DevOps, principalmente as gigantes de tecnologia. Não é difícil deduzir que Amazon, Netflix, e Facebook façam parte deste grupo, mas outras empresas como Target, Walmart e Etsy também compõem esse grupo

A seguir explicarei em detalhes como algumas delas realizaram a implantação da cultura DevOps em seus processos.

Amazon (AWS)

O começo da mudança se deu a partir de 2010 quando os servidores físicos da empresa migraram para a nuvem Amazon Web Services (AWS). A transição acarretou em uma boa economia de recursos e em uma significativa redução da capacidade em incrementos de uma veiculação. A Amazon também iniciou a utilização de um processo de implantação contínua, cuja gestão era realizada pelo sistema interno Apollo. Isso garantia aos desenvolvedores a liberdade para implantar códigos sempre que quiserem, em qualquer servidor que eles precisassem.

A adoção da prática DevOps levou justamente a um aumento na frequência da implantação. Porém toda empresa bem-sucedida tem conhecimento de que saber gerenciar riscos e a qualidade é tão essencial quanto a velocidade de entrega. No caso da Amazon, a implementação de um novo balanceador de carga assegurou que somente 1 a cada 100.000 implantações resultasse em uma interrupção no site da Amazon.

Netflix

A empresa referência de streaming, Netflix, possui uma prática muito forte da cultura DevOps, afinal de contas estar entre os líderes do seu setor requer velocidade, flexibilidade e atenção à qualidade. É por esse motivo que Seus desenvolvedores elaboram, implantam e operam os próprios clusters de servidores e possuem a responsabilidade de solucionar as falhas em seus setores. Em caso de qualquer problema, reuniões são agendadas para investigar as causas e assim discutir possíveis abordagens, com intuito não apenas de resolver o problema, mas também de prevenir questões similares no futuro.

Target

A empresa é uma das maiores importadoras nos Estados Unidos, possuindo quase duas mil lojas e uma presença online significativa, o que representou ao longo de sua história uma série de desafios técnicos e ao mesmo tempo oportunidades de inovação. Por isso a adoção de práticas DevOps foi tão importante.

Um dos objetivos iniciais da Target era acabar com os silos entre os departamentos através da maior integração proporcionada pelo DevOps, assim os silos poderiam manter uma melhor comunicação entre si.

A nova abordagem organizacional era focada em uma coordenação mais rigorosa entre engenheiros e equipe de implantação de produtos, além de uma forma mais ágil de desenvolver e testar aplicativos.

Antes da implantação da cultura DevOps a organização de TI da Target era mais complexa e difícil. Na época a empresa também terceirizava seu trabalho de engenharia, que levou a soluções de menor qualidade. O antigo modelo de entrega era mais sobre gerenciamento de contratados do que sobre construção de soluções tecnológicas reais.

Uma das mudanças que a Target adotou com o DevOps foi a criação de um ambiente interno para que seus funcionários se adaptassem da melhor maneira ao modelo DevOps. Neste ambiente funcionários obtêm apoio de treinadores e especialistas no assunto para que aprendam práticas ágeis e de engenharia em um ambiente altamente colaborativo.

Removendo barreiras com DevOps

A prática do DevOps está muito relacionada à automação e à velocidade. Trata-se de repensar o design de equipes para conseguir remover gargalos e obter a melhoria contínua. Isso pode, em um primeiro momento, parecer desafiador demais para qualquer empresa, já que a transição exige uma mudança de cultura e de mentalidade. Entretanto a eficiência adquirida com a remoção de barreiras entre dois times separados por silos (desenvolvedores e operações) beneficiará tanto a organização quanto seus colaboradores.

Vale ressaltar que o DevOps não é baseado somente em filosofias, mas também em ferramentas e experiências em tempo real, justificando o porquê dele ser aceito e implementado e comprovadamente bem-sucedido em muitas empresas.

Se cadastre no API Playbook e saiba mais sobre Fintechs, APIs, Governança e Transformação Digital, me acompanhe no LinkedIn para ler os próximos artigos ;)

Topo