O surpreendente mundo do Pix. Um caminho sem volta no novo modo de pagar e receber.

O surpreendente mundo do Pix. Um caminho sem volta no novo modo de pagar e receber.

Houve um tempo não muito antigo em que para se fazer ou receber um pagamento por mais simples que fosse levava um gasto consideravel de tempo para quase todos as pessoas. Fazer um deposito então siginificava imediatamente passar horas e horas numa fila de banco ou de casa lotérica ou nos dois. Envelopes, dinheiro em espécie e muita paciência.

Mas, eis que surge uma fonte de modernidade. Um metodo cuja a eficiência se comprovou ser das maiores que já se viu no mundo da economia e da tecnologia ou vice versa. Um metodo gigante para um nome curto quase uma sigla: pix.

Porém, alguns mais desavisados ou que não acompanham os ventos das constantes mudanças do mundo moderno podem se pergunta: mas, que diabos é esse tal de pix que tanto falam? A resposta é bem simples. Tão simples quanto o próprio pix. Tão simples que vamos escrever em forma de verbete de dicionário.

“Meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, que vai ser uma nova opção ao lado de TED, DOC e cartões para pessoas e empresas fazerem transferências de valores, realizarem ou receberem pagamentos. Com o Pix, as pessoas e empresas poderão fazer essas transações em menos de 10 segundos, usando apenas aplicativos de celular”.

É fato que muita gente desconfiou desse novo e moderno modelo de pagamento e recebimento de valores e com a razão. A experiencia obtida aoo longo dos anos com as tardicionais formas de transferências, embora, uteis, ainda não tinha nem chegado perto das novas experiências prometidas pelo pix. Afinal, pagar e receber em 10 segundos parecia coisa de cinema. Coisa de filme de hollywood. E se pensar em pagamentos e recebimentos aos domingos e feriados independente do horário é que tornava o pix algo que beirava o sobrenatural.

Pois, é. Mas, não é que o tal do pix cumpriu tudo o que prometeu e se tornou o queridinho da maiorias dos brasileiros. Rapído e inovador o metodo vem ganhando cada vez mais adeptos e o seu sucesso só faz cresecer a cada dia. E isso depois de sair bem atrás dos concorrentes TED, DOC e outras formas.

A facilidade é mais um ponto alto do pix. Basta cadastrar no site do banco do cliente uma chave que pode ser um documento, um número de telefone ou email. Quem paga ou recebe vai usar essa chave para fazer ou receber pagamentos. Pessoas e empresas podem utilizar o pix. Ele virou febre literalmente.

Para se ter apenas uma vaga ideia do sucesso do pix no Brasil basta saber que o metodo de pagamento e recebimento já representa 30% das formas de pagamento segundo uma pesquisa feita pela Federação Brasileira de bancos, Febraban. A mesma pesquisa mostra ainda que enquanto o pix subiu no percentual de uso outras formas de pagamento cairam como o uso da mquininha de cartão que caiu 68% e as transações via DOC e TED caiu 25%.

Mas qual será o motivo de tanto sucesso do pix? Com certeza a velocidade em que as transações financeiras são realizadas. A comodidade é outro ponto positivo. Afinal, ninguem discute que poder pagar ou receber do conforto de casa a qualquer hora do dia e em qualquer dia seja feriado ou não é algo impessável há agluns anos.

Por essas e outras o pix se apresenta como uma grande evolução da economia moderna. Que venham outras.

Imagem de Capa - Banco Central - Divulgação


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo