A Rainha morreu. E agora?

A Rainha morreu. E agora?
Elizabeth e Philip no Buckingham Palace durante celebrações de seu Jubileu de Ouro (Washington Post)

Nascida em 1923 e rainha desde 1952, Elizabeth Alexandra Mary foi a monarca que permaneceu mais tempo no trono da Inglaterra.

Hoje, quinta-feira, 8 de setembro, veículos ao redor do mundo inteiro estão noticiando a expressão “London Bridge is Down”, codinome da operação criada para ser colocada em ação caso a Rainha viesse a falecer. Pois bem…

 

Fonte: British Royal family, via Washington Post

Duração de vida e reinado dos dez últimos monarcas britânicos

 

…London Bridge is - officially - down. E agora?

Agora, anos depois de os Smiths cantarem The Queen is Dead, o protocolo fúnebre criado pela segurança britânica para garantir uma transição tranquila entre reinados será colocado em ação. O roteiro, divulgado detalhadamente em 2017 pelo jornal britânico The Guardian, inclui instruções a serem seguidas neste momento, roteirizando desde o funeral da Rainha à nomeação de um novo monarca.  

via Twitter

É sabido que Elizabeth já partiu algum tempo antes do anúncio oficial, visto que, após a notificação da família, chefes de estado também devem ser comunicados antes de a notícia chegar ao público. 

O primeiro a receber a notícia após a família foi o Secretário Particular da Rainha, Sir Edward Young, seguido da recém nomeada Primeira Ministra Britânica, Liz Truss. Logo após, os chefes de Estado dos 54 países membros do Commonwealth, associação política que foca em aspectos intergovernamentais foram notificados e, só então, o anúncio pode ser feito à imprensa.

O grande público recebeu a notícia do falecimento da Rainha através do jornalista Huw Edwards, em um plantão especial da BBC News, que interrompeu a programação da emissora. Após a afirmação de que a rainha faleceu pacificamente no Castelo Balmoral, residência escocesa da família real, a emissora reproduziu o Hino Nacional Britânico. Você pode assistir a este anúncio aqui.

As bandeiras de construções históricas na Inglaterra e nos países parte do Commonwealth foram hasteadas a meio mastro, como forma de expressar o luto nacional, que deve durar dez dias.

O protocolo orienta que um memorial seja realizado no dia da morte da Rainha na Catedral St Paul, em Londres. A próxima cerimônia pública deve ser realizada cinco dias após, quando o caixão da Rainha será levado do Palácio de Buckingham para o Palácio de Westminster, onde permanecerá disponível para visitação por três dias. 

A Família Real anunciará em breve a data e o local oficial do funeral da Rainha, mas, de acordo com a Operação London Bridge, a cerimônia de estado deve ser realizada dez dias após a morte. No dia, bancos e o Mercado de Ações de Londres estarão fechados.

Elizabeth II no dia de sua coroação (Fonte: Washington Post)

Quem vai assumir o trono?

Apesar de levar um certo tempo até a coroação oficial, quem assume o reinado agora é Charles Philip Arthur George, o anterior príncipe Charles, que é herdeiro do trono desde os três anos de idade. O recém nomeado Rei já fez seu primeiro pronunciamento a respeito da morte de sua mãe e agradeceu o apoio recebido. 

O Rei e sua esposa, Camilla, devem retornar para Londres na sexta-feira, de acordo com fontes do Palácio de Buckingham.

Agora chefe de Estado, Charles é responsável pelo Estado britânico e também pelos países parte do Commonwealth. Após mais de 70 anos de vida pública, Charles deve se reunir com a Primeira Ministra Liz Truss ainda hoje para tratar dos assuntos reais relacionados a esta transição de poderes. Nos resta agora esperar para saber como será este novo reinado.

God save the… King?

Confira abaixo algumas curiosidades sobre a Rainha Elizabeth II e os efeitos de sua morte:

 

  • O Hino Nacional precisará ser alterado

A expressão “God Save The Queen” (Deus Salve a Rainha) é tão famosa que já até foi usada como nome de música punk. Entretanto, agora que teremos um rei novamente, a frase deverá ser alterada e voltará a estar de acordo com a música patriota God Save The King (Deus Salve o Rei), que foi performada pela primeira vez em Londres, em 1745, e se tornou o Hino Nacional Britânico.  

 

  • A coroação dela foi a primeira a ser televisionada na história.

A transmissão foi feita pela BBC e foi assistida por 27 milhões de pessoas só no Reino Unido!

 

  • Elizabeth nunca foi à escola - sua educação sempre foi feita com tutores particulares.

 

  • Ela serviu na Segunda Guerra Mundial  

Em 1945, quando tinha 18 anos, a rainha se tornou a única mulher da família real a entrar nas forças armadas, no Serviço Territorial Auxiliar Feminino.

 

  • Ela tinha um elefante, duas tartarugas gigantes, um jaguar e dois bichos-preguiça - que vivem no Zoológico de Londres, presentes de chefes de outros países.

 

A expressão pode até mudar, mas gostaria de deixar aqui este apelo pra me despedir: 

God Save Elizabeth, the Queen!


Quer escrever na Prensa?

Junte-se a uma comunidade de Creators que estão melhorando a internet com artigos inteligentes, relevantes e humanos. Além disso, seu artigo pode fazer parte do Projeto de Monetização, e você pode ganhar dinheiro com ele!

Clique aqui para se cadastrar e venha com a gente!


Topo